Carlos Contente / Foto: George Magaraia

Carlos Contente.

Rio de Janeiro, 1977.

Vivo e trabalho no Rio de Janeiro

Meu trabalho tem foco na relação entre texto e imagem; com um certo humor corrosivo herdado da leitura de charges ou quadrinhos; observo pessoas que em breve serão garatujas vivas em múltiplos e absurdos corpos, como estranhos personagens que estruturam ficções igualmente absurdas, mas com cabeça; com um pé na política e outro na história da arte.

Formação:

 

Mestre na linha de processos artísticos contemporâneos pelo programa de pós-graduação em artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – PPGARTES/UERJ (2019) sob orientação de Maria Luiza Fatorelli.

Bacharel em pintura na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro – EBA/UFRJ (2005).  

E-mail: contentecontente77@yahoo.com

Individuais

2019

_Só love. Galeria Cândido Portinari. Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Curadoria de Thiago Fernandes.

_Ao longo da linha do trem. SESC Unidade Engenho de Dentro-RJ. Curadoria de Jacqueline Melo.

2018

Estética da Comicidade, curadoria de Jacqueline Melo, Galeria da UFF, Niterói, RJ

2017

Fe.Lis & Contente, mostra em parceria com a Fe.Lis. Ipanema, Rio de Janeiro, RJ

2013

Contente, sigo com fé e na humildade, linhas & hematomas contam as minhas histórias, Galeria Emma Thomas, São Paulo, SP

2012

O Mundo, Galerie Bendana I Pinel, Paris, França

– “Traços & Tarsilões”, Galeria A Gentil Carioca, Rio de Janeiro, RJ

2011

Infinite jungle of individual repetition, Galeria Christinger de Mayo, Zurique, Suíça

2009

Compradores de Mundo, Galeria A Gentil Carioca, Rio de Janeiro, RJ

2007

Contente:auto-retratos também, Paço Imperial, Rio de Janeiro, RJ

2006

Contente tende a infinito, Galeria Luisa Strina, São Paulo, SP

Contente tende a infinito, Galeria A Gentil Carioca, Rio de Janeiro, RJ

2005

Contente tende a infinito, Paço Imperial, Rio de Janeiro,RJ.

2003

_Entrevista com o Verde. Sétimo andar da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro - EBA/UFRJ

2002

_Amorrr, tralhas. Pamplonão, atelier de Pintura da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro - EBA/UFRJ

 

Coletivas

2022.

Imaginário Periférico, 20 anos. Multiverso Colaborativo/@Capiberibe 27. Santo Cristo, Rio de Janeiro.

Salão Vermelho de Artes Degeneradas. Atelier Sanitário (Leandro Barbosa & Daniel Murgel), Rio de Janeiro. Curadoria: Fernanda Lopes, Bruna Costa & Thiago Fernandes.

Uma experiência compartilhada do Ateliê de Gravura da Fundação Iberê. Instituto Ling, Porto Alegre. Curadoria: Eduardo Haesbaert.

2021.

VerÃo. Galeria Oasis, Centro do Rio de Janeiro. Curadoria de Alexandre Sá.

 

2019.

 Quem sobe esta escada? Inauguração da Casa da Escada Colorida. Escadaria Selarón, Lapa-RJ. Curadoria de Rachel Balassiano & Camila Pinho.

Esquele70. Comemorando os setenta anos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Paço Imperial, Rio de Janeiro.

Salão Vermelho de Artes Degeneradas. Atelier Sanitário. Curadoria Bruna Costa & Thiago Fernandes.

 

2018

 Arte em Disputa, Corpos e Territórios, Exposição do 5o Encontro de Pesquisadores dos Programas de Pós-graduação em Artes Visuais do Estado do Rio de Janeiro, Museu da República, Rio de Janeiro, RJ

AFRONTA! Galeria espaço piloto, UNB, Brasília, DF. Curadoria de Jacqueline Melo.

Faça você mesmx, curadoria de Alexandre Sá. Rio de Janeiro, RJ

Senzy Viva! curadoria da exposição póstuma da artista e arte-educadora carioca Senzy. Centro Cultural Pequena África, Saúde, Rio de Janeiro, RJ

Blur, curadoria de Ted Decker, PhICA, Phoenix, Arizona, EUA

 

2017

Experiência 14: Gestos, intervalos e reversos, curadoria de Regina de Paula e Inês Araújo, A Mesa, Morro da Conceição, Rio de Janeiro, RJ

 

Uterutopias, curadoria de Leonardo Bertolossi, A Mesa, Morro da Conceição, Rio de Janeiro

 

2016

Escola de Belas Artes, 200 anos, Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, RJ

 

2015

Biombo Arte Móvel, dentro do festival cultural Sopa de Entulho. Serviço Social do Comércio SESC, Unidade Madureira, Rio de Janeiro. Produção de Jac Melo. Curadoria de Cleide Fonte.

 

2014

Compulsão Narrativa. SESC Vila Mariana, São Paulo, SP

Coopy RighOts. 8Salon, Hamburgo, Alemanha

 

2013

Convite à viagem. Rumos Itaú Cultural, Paço Imperial, Rio de Janeiro, RJ

Tiro no Escuro. Galeria Bang Bang, Lisboa, Portugal.

 

2012

A volta ao dia em oitenta mundos. Rumos Itaú Cultural, Centro Cultural Otto Marques, Goiânia, GO

Convite à viagem. Rumos, Instituto Itaú Cultural, São Paulo, SP

 

2011

Brazilian Papers, Galeria Bendana-Pinel, Paris, França

 

2010

Converging Trajectories, Modified Arts, Phoenix, EUA

Like tears in rain, Fábrica de Novos Talentos, Palácio das Artes, Porto, Portugal

Fugue Urbaine, Quartiér Ephemére, Montreal, Canadá. Curadoria: Esther Bourdages

 

2009

Bienal SIART Internacional de Arte de La Paz, Bolívia

 

2008

A imagem do som do samba. (Música: Acontece, de Cartola). Paço Imperial. Rio de Janeiro. Curadoria Felipe Taborda.

Doméstico IV: El Papel del Artista, Madri, Espanha

 

I/legítimo, Paço das Artes, Universidade de São Paulo, SP. Curadoria: Daniela Bousso.

Nova Arte Nova, Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, RJ e São Paulo, SP

Zoation Painting, a pintura de zoação, Museo Nacional de Arte, La Paz, Bolívia

Arte Contemporânea e Patrimônio. Paço Imperial, Rio de Janeiro, RJ

 

2007

Bangkok International Art Festival, Bangkok, Tailândia

Novas Aquisições na coleção Gilberto Chateaubriand, MAM, Rio de Janeiro, RJ

Próximo passo, Museu Artur Bispo do Rosário, Rio de Janeiro, RJ

 

2006

O que é normal? Centro Cultural Contemporâneo, Brasília, DF

Arte Pará 2006, (Arte no Ver O Peso).  Belém, PA. Curadoria: Paulo Herkenhof

Arquivo Geral, curadoria de Paulo Venâncio, Centro Cultural Hélio Oiticica, Rio de Janeiro, RJ

Terceiro aniversário. Galeria A Gentil Carioca, Rio de Janeiro.

Portuñol. Centro de Estudios Brasileiros, Buenos Aires, Argentina

Mostra Mineira de arte sem barreiras. FUNARTE Casa do Conde. Belo Horizonte -MG

Além dos limites. Funarte. Edifício Gustavo Capanema. Rio de Janeiro, RJ

Rio cena contemporânea, Estação central do Brasil. Rio de Janeiro, RJ

 

2005

Bienal SIART Internacional de Arte de La Paz, Bolívia

Imaginário Peiférico saúda São Gonçalo lá na praia das Pedrinhas. São Gonçalo-RJ.

Educação, Olha! A Gentil Carioca, Rio de Janeiro, RJ

Ecos. Campo de São Bento, Niterói, RJ. Curadoria: Luís Carlos Carvalho.

Bazar de Natal da Casa da Alessa. Rio de Janeiro.

O descontrole do controle. Museu Artur Bispo do Rosário. Rio de Janeiro. Curadoria: Wilson Lázaro.

Conexão Contemporânea, Funarte, Rio de Janeiro, RJ

Cologne in Colônia, Museu Bispo do Rosário, Rio de Janeiro, RJ

Estética da Periferia, Centro Cultural Correios e Paço Imperial, Rio de Janeiro, RJ

2004

Diálogos Plurais, Centro de Artes Calouste Gulbekian, Rio de Janeiro, RJ

Imaginário Periférico Vestível. Serviço Social do Comércio-SESC. Nova Friburgo-RJ

Imaginário Periférico - 6° Aniversário da Galeria do Poste, Niterói-RJ.


Periférico apresenta Periférico. Instituto Maria Teresa Vieira, Rio de Janeiro.

Attack+(17 de outubro de 2004). Co-organização de evento simultâneo e nas ruas de Belo Horizonte, Salvador, São Paulo, Recife e Rio de Janeiro. Ação dedicada aos graffitis, lambe-lambe e intervenções urbanas. Org. Andrea May

II Salão Internacional Art Salon Laisle.com-Fraenkestein Art Projects- Org: Erika Fraenkel & Carlo Sansolo – dedicado a formas híbridas, estranhas utopias, projetos improváveis e irrealizáveis. Festival de apartamento. Co-organizador. Rio de Janeiro.

Urbanidades.  Teatro Odisséia, Rio de Janeiro

Esquema geral. Galeria Toulouse, Rio de Janeiro.

 

2003

Periféricos na Central do Brasil. Imaginário Periférico. Estação Central do Brasil, Rio de Janeiro. ( Primeira exposição da obra Ao longo da linha do trem)

Salve São Bernardino. Imaginário Periférico na Fazenda São Bernardino. Vila de Cava, Nova Iguaçú-RJ.

Imaginário Periférico - Lona Cultural de São João de Meriti, RJ.

XII Salão da Escola de Belas Artes.

 

2002

XII Salão dos Alunos da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro- EBA/UFRJ.

2001

Mostra Arte II – Escola de Belas Artes da UFRJ. Galeria Maria Martins, Rio de Janeiro.

Noite do cartunismo. Primeira mostra. Casa de Cultura da Universidade Estácio de Sá. Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

II Bienal da União Nacional dos Estudantes-UNE- Nossa cultura em movimento. Centro de Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. A iniciativa se consolidou de vez em fevereiro de 2001, com a realização da 2ª Bienal, no Rio de Janeiro (RJ), iniciando também o projeto do CUCA da UNE (Circuito Universitário de Cultura e Arte). Com o tema “Nossa Cultura em movimento”, instigando uma discussão sobre a diversidade cultural brasileira, o evento reuniu mais de 8 mil jovens. As presenças marcantes foram de Augusto Boal, Ziraldo, Oscar Niemeyer, O Rappa e Tom Zé. O “Lado B” (espaço para programação não-oficial) e o “Lado C” (visita e interação com as comunidades dos morros do Rio de Janeiro) foram as grandes novidades do evento.

 

Prêmios e Bolsas

2010

Indicado ao Prêmio PIPA (IP Capital Partners) jovem investidor em artes visuais, Rio de Janeiro, RJ

Bolsa Iberê Camargo. Atelier de Gravura da Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre, RS

2009

Residência Quartier Ephémère. Darling Foundry, Montreal, Canadá

2005

Prêmio Entel da Siart Bienal Internacional de Arte de La Paz, Bolívia

 

Feiras de arte contemporânea:

Art Rio – edições de 2011 a 2016

SP Arte – edições de 2007 a 2015

ARCO – 2008 e - solo show em 2009

Zona maco (MEX)- 2010 e 2011

ChArco (CHI)– 2012

Drawing Now, Paris- 2013

Miami Art Basel –2013 a 2015

Frieze New York –2015

Frieze Londres – 2010, 2011 e 2015

Pinta, Londres - 2012

Armory Show - 2012

 

 

 

Foto de Carlos Contente por George Magaraia, 2019.