Bio

Tirando proveito do meu sobrenome, desenvolvo minha obra com humor. Não um humor de especialistas da área humorística, mas o de artista especializado, ou artista-etc se perguntando sobre as idiossincrasias da inserção no circuito de artes visuais, com seus joguetes psicológicos, armadilhas e suas panelinhas de difícil acesso; não é a toa criei uma série com este mesmo título.

Meu traço é simultaneamente delicado e bizarro e se desenvolve em histórias nas quais desenho e texto se amalgamam criando uma narrativa compulsiva, que parece não querer chegar ao fim e se desdobra em assuntos que disparam em N direções; como um rizoma que se espalha pela superfície de uma parede branca e um pouquinho suja. Prefiro este baixo materialismo, como se o artista mal tivesse acabado de sair de casa, como se não tivesse atelier, não tendo mesmo, como se tudo não passasse de uns riscos no canto do caderno, ainda de um secundarista revoltado/entediado que vive no coração de um adulto. Diante das circunstâncias atuais e da impotência diante do violento quadro social, é assim que volto a me sentir. Meu trabalho então vem como modo de estar no mundo e de circular, mantendo a cabeça ereta, o coração tranquilo e as mãos todas cagadas de grafite.

 

 

 

 

CARLOS CONTENTE

Rio de Janeiro, 1977. Vive e trabalha no Rio de Janeiro

Graduação em pintura. Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (EBA / UFRJ) – 1999 / 2005

 

INDIVIDUAIS

2013 ” Contente, sigo com fé e na humildade, linhas & hematomas contam as minhas histórias” – Galeria Emma Thomas, São Paulo.

2012 “O Mundo” – Galerie Bendana I Pinel, Paris.

“Traços & Tarsilões” – Galeria A Gentil Carioca, Rio de Janeiro

2011 “Infinite jungle of individual repetition” – Galeria Christinger de Mayo, Zurique, Suíça.

2009 “Compradores de Mundo” – Galeria A Gentil Carioca, Rio de Janeiro.

2007 “Contente:auto-retratos também” – Paço Imperial, Rio de Janeiro.

2006 “Contente tende a infinito III” – Galeria Luisa Strina, São Paulo.

“Contente tende a infinito II” – Galeria A Gentil Carioca, Rio de Janeiro.

2005 “Contente tende a infinito” – Paço Imperial, Rio de Janeiro.

 

 

COLETIVAS

2016
“Escola de Belas Artes, 200 anos”. Museu Nacional de Belas Artes. Rio de Janeiro.

2014
“Compulsão Narrativa”_ SESC Vila Mariana, São Paulo.

“Coop Riot”, 8Salon, Hamburgo, Alemanha.

2013 “Convite `a viagem” – Rumos Itaú Cultural – Paço Imperial, Rio de Janeiro

2012

“A volta ao dia em oitenta mundos” – Rumos Itaú Cultural – Centro Cultural Otto Marques, Goiânia

“Convite à viagem” – Rumos, Instituto Itaú Cultural, São Paulo.

2011 “Brazilian Papers” – Bendana-Pinel Galerie, Paris, França.

2010
“Converging Trajectories”. Modified Arts, Phoenix, EUA.

“Like tears in rain”. Fábrica de Novos Talentos, Palácio das Artes, Porto, Portugal

“Fugue Urbaine”. Quartiér Ephemére, Montreal, Canadá.

2009 Bienal Internacional de Arte de La Paz, La Paz, Bolívia.

2008

“El Papel del Artista” – Doméstico IV, Madri, Espanha.

“I/legítimo ” – Paço das Artes, Universidade de São Paulo, Brasil.

“Nova Arte Nova”. Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo, Brasil.

“Zoation Painting, la pintura de Broma” – Museo Nacional de Arte, La Paz, Bolívia.

“Arte Contemporânea e Patrimônio”. Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brasil.

2007 ” Bangkok International Art Festival”. Bangkok, Tailândia.

“Novas Aquisições na coleção Gilberto Chateaubriand”. MAM, Rio de Janeiro, Brasil.

“Próximo passo”. Museu Artur Bispo do Rosário, Rio de Janeiro, Brasil.

2006

“O que é normal?”. Centro Cultural Contemporâneo, Brasília, Brasil.
Arte Pará 2006. Belém do Pará, Brasil.

“Arquivo Geral”. Centro Cultural Hélio Oiticica, Rio de Janeiro, Brasil.

“Portuñol ” Centro de Estudios Brasileiros, Buenos Aires, Argentina.

“Além dos limites”. Funarte, Rio de Janeiro, Brasil.

“Rio cena contemporânea”. Rio de Janeiro, Brasil.

2005

Bienal Internacional de Arte de La Paz, La Paz, Bolívia.

“Educação, Olha!”. A Gentil Carioca, Rio de Janeiro, Brasil.

“Ecos”. Campo de São Bento, Niterói, Brasil.

“Conexão Contemporânea”. Funarte, Rio de Janeiro.

“Cologne in Colônia”. Museu Bispo do Rosário, Rio de Janeiro.

” Estética da Periferia”. Centro Cultural Correios e Paço Imperial, Rio de Janeiro.

2004 “Diálogos Plurais”. Centro de Artes Calouste Gulbekian, Rio de Janeiro.

 

 

PRÊMIOS E BOLSAS

2010 Indicado ao Prêmio PIPA (IP Capital Partners) jovem investidor em artes visuais, Rio de Janeiro.

2010 Bolsa Iberê Camargo. Atelier de Gravura da Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre.

2009 Residência Quartier Ephémère. Darling Foundry, Montreal, Canadá.

2005 Prêmio Entel da Siart Bienal Internacional de Arte de La Paz, Bolívia.

 

 

GALERIAS pelas quais foi representado:

Galeria A Gentil Carioca, Rio de Janeiro. ( 2006 – 2016 )
Galeria Emma Thomas, São Paulo. ( 2013 – 2015 )
Galerie Bendana I Pinel, Paris. ( 2012 – 2015 )

 

 

COLEÇÕES SELECIONADAS

Gilberto Chateaubriand/MAM-RJ, Rio de Janeiro, Brasil.
Museu Artur Bispo do Rosário, Rio de Janeiro, Brasil.
Fabio Schwarzwald, Rio de Janeiro, Brasil.
Isabela Prata, Rio de Janeiro, Brasil.
José Olympio Pereira, Rio de Janeiro, Brasil.
Miguel Chaia, São Paulo, Brasil.
Pedro Buarque de Hollanda, Rio de Janeiro, Brasil.
Coleção Madeira Corporate Services, Portugal.
Célia Birbragher , Colômbia.

 

 

FEIRAS

SP ARTE, São Paulo. 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015.
ART RIO, Rio de Janeiro. 2011, 2012, 2013, 2014, 2015.
Frieze, Nova Iorque. 2015
Miami Art Basel. 2013, 2014, 2015
Drawing Now. Salão do desenho contemporâneo. Carroussel Du Louvre, Paris. 2013
Pinta. Feira internacional de arte contemporânea latino americana, Londres. 2012
Armory Show, Nova Iorque. 2012
Ch.ARCO . Santiago de Chile. 2012
Zona Maco, Cidade do México, 2010, 2011.
Frieze, Londres. 2010 e 2011.
ARCO Madrid. (Projeto solo em 2008 e 2009).